Santa Casa de Misericordia

HUMANIZAÇÃO – PROGRAMA NACIONAL DE HUMANIZAÇÃO DA ASSISTENICA HOSPITALAR ( PNHAH)


O Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar do Ministério da Saúde (PNHAH), elaborado em 2001, tem como objetivo fundamental aprimorar as relações entre profissional de saúde e usuário, dos profissionais entre si e do hospital com a comunidade, (BRASIL/PNHAH, 2001). Para o PNHAH:

(...) humanizar em saúde é resgatar o respeito à vida humana, levando-se em conta as circunstâncias sociais, éticas, educacionais e psíquicas presentes em todo relacionamento humano [...] é resgatar a importância dos aspectos emocionais, indissociáveis dos aspectos físicos na intervenção em saúde (BRASIL/PNH, 2001, p. 33).

Neste sentido, a proposta de humanização da assistência à saúde é um valor para a conquista de uma melhor qualidade de atendimento à saúde do usuário e de melhores condições de trabalho para os profissionais.

HUMANIZAÇÃO: SANTA CASA DE NOVO HORIZONTE / SP


O Programa de Humanização da Santa Casa de Novo Horizonte iniciou-se após a grande necessidade de vencer um desafio, de receber o cliente/paciente com qualidade de atendimento à saúde pública aliada à valorização do profissional da área. Movimentou todo um grupo promovendo cursos de capacitação para melhoria nas relações interpessoais das equipes multiprofissionais e também da melhoria da qualidade na atenção dos usuários, contemplando-os nas dimensões éticas, técnicas e psicossocial.

O programa esta sob a coordenação da psicóloga Maria Claudia do Prado Lopes, tendo como objetivo, um grupo de trabalho que fortaleça e amplie as ações humanizadoras no hospital. Trabalhando mais o diálogo entre profissionais da área e de apoio, democratização das relações de trabalho e interpessoais voltadas para uma atenção acolhedora, resolutiva e humana.

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO NA HUMANIZAÇÃO DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE NOVO HORIZONTE/SP.


O trabalho de Humanização da Santa Casa de misericórdia de Novo Horizonte/SP tem a coordenação da psicóloga Maria Claudia do Prado Lopes junto a uma equipe multiprofissional buscando, assim, agregar um atendimento humanizado integrando paciente e família, em sofrimento psíquico, decorrente de suas patologias, internações e tratamentos.

SERVIÇO DE PSICOLOGIA


O serviço de psicologia presta atendimento psicológico aos funcionários e a equipe de saúde, trabalhando os aspectos relacionados ao ambiente hospitalar. Assim registra-se a importância da construção de um ambiente de trabalho mais saudável. O que também acaba refletindo positivamente nos relacionamentos externos ao ambiente de trabalho.

A psicóloga relata que a presença junto a funcionários e médicos, reflete no atendimento com qualidade e humanização aos pacientes.

Atualmente o serviço de psicologia presta assistência a pacientes internados e seus familiares. Faz-se intermediação entre membros da equipe do hospital diante de conflitos desencadeados durante a internação.

Desenvolve-se um trabalho com enfoque preventivo - Psicoprofilaxia Cirúrgica - com pacientes vasculares, e com as crianças. A Psicoprofilaxia Cirúrgica tem enfoque preventivo. O objetivo geral é evitar que a circunstância da doença e da cirurgia traga prejuízos para o psiquismo, já que diminui a probabilidade da aparição de complicações posteriores, quer sejam orgânicas ou psicológicas. Além disso, atua na promoção de saúde, para o surgimento de potencialidades e capacidade de enfrentamento. O paciente que passa pelo processo de informação pré-operatória está prevenido das conseqüências desagradáveis da cirurgia. Seu foco é, portanto, a resolução dos conflitos desencadeados pela situação cirúrgica e a diminuição da ansiedade diante dos procedimentos médicos. A Psicoprofilaxia Cirúrgica é um trabalho importante desempenhado pelo psicólogo e que pode ajudar pacientes, médicos e enfermagem.

BRINQUEDOTECA HOSPITALAR


O hospital também está em fase de implantação de uma Brinquedoteca Hospitalar. Ao qual vai de encontro à lei nº. 11.104 de 21 de março de 2005, que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de brinquedotecas nas unidades de saúde que ofereçam atendimento pediátrico em regime de internação. Ao qual foi elaborado um projeto sobre brinquedoteca hospitalar pela psicóloga. Tal projeto tem como objetivo arrecadar brinquedos para a implantação da brinquedoteca na Irmandade São José de Novo Horizonte/ SP - Santa Casa de Misericórdia. Através da campanha "doe sonhos, doe brinquedos".

E assim, com a reinauguração da brinquedoteca já que atualmente existe um espaço caracterizado como solário com alguns brinquedos, possa definitivamente garantir os direitos das crianças hospitalizadas através do ato espontâneo e criativo de brincar. Proporcionar a amenização das possíveis angústias, medos e ansiedades oriundos da doença e do processo de internação, a fim de promover uma melhoria na qualidade do atendimento, bem como uma maior eficácia no processo de cura e adesão ao tratamento.

A compreensão de que o hospital deve ser abordado em um cenário global, como um todo, em suas múltiplas facetas e visões que englobam seus principais clientes, os pacientes e a equipe de saúde proporcionam a manutenção do bem-estar físico, social e mental a esta comunidade. Assim, reconhecer as necessidades deste intrigante cenário é um passo importante rumo à adequada prática do acolhimento e da humanização.

 Documento sem título